Saudade é não saber. Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche. Martha Medeiros

Painting by Johnny Palacios Hidalgo



Deixei uma vida escondida nos teus cabelos. Outra aberta nas tuas mãos.

Elisa


Ter o sol na cabeça. Ou a cabeça no sol. Até queimar o passado todo.
O passado que está morto. Que já passou. Talvez nem o presente interesse.
Apenas a sensação de estar viva.

Elisa


O tempo é aquilo que não nos cansamos de perder. Infinitamente.

Elisa


Não quero continuar este imperfeito voo. Doem-me as asas.
Doem-me os ossos.

Elisa


Houve um tempo em que pusemos feitiços nas mãos um do outro.

Elisa


Amo poucas pessoas, algumas mais do que outras. Mas, não me lixem,
amar algumas pessoas chega-me. O meu mundo é pequeno
e fica repleto depressa.

(texto de F.)


Dizer adeus é a evidência de que se esteve em algum lugar e temos que
ir embora. E quando vamos embora deixamos de estar e de ser.
Não somos. Não estamos.

Elisa


Escorro por ti. Acompanho as tuas mãos de água. Em todos os meus sinais
te reconheço. Sim. A pele pede mais. Água e sede. A pele bebe mais.
Da tua água. Na sua sede.

Elisa


Podia dizer(te) coisas como... a minha alma partiu-se como um vaso vazio.

Elisa e Fernando Pessoa


Quem és tu, de quem sinto estas saudades muitas? Tantas como quem deixou
um mundo de coisas abertas na vida e perdeu as chaves no caminho.

Elisa


Já não podes saber que é a ti que procuro quando só outros encontro.
Outros que não estão mortos... (mas, na verdade, tanto me fazia
se estivessem)

Elisa


Já não podes voltar quando te chamo (porque preciso de ti...)
Sei que me ampararias as lágrimas.

Elisa


Gostava de acreditar no destino. Para saber. Que mais tarde ou mais cedo.
Uma esquina nos servirá de encontro. E que um breve olhar nos devolverá
ao princípio do que tem agora fim. Por um momento.

Elisa


... e assim traço as múltiplas linhas onde des-melancolizo frases e ondas,
ruas e portos.

Mendes Ferreira


Mesmo vestidos do que queremos ser, somos sempre nós, sozinhos,
assustados, frágeis, pobres, evidentes e nus!

Elisa

Painting by Felix Mas



Só enquanto eu respirar vou me lembrar de você.

Fernando Anitelli


É nesta noite que as verdades por fim descansam exaustas
sobre as mentiras inteiras de uma vida.

Carlos Peres Feio


Amanhecem em mim todos os dias quentes de um tempo que já vivi.

Otília Martel


Aprendi com as flores o que Narciso não aprendeu com o lago.

Paulo Edinilson


Hoje vou para o mercado velho expor o meu corpo em pedaços.
Oxalá ninguém queira comprar por atacado todos os pedaços
é que não sei onde guardei as instruções de montagem.

Carlos Alberto Machado


A pessoa que me preenchia saiu. Esperem um momento. Ela volta já.

Nuno Moura


Clamando-te, glorificando-te, sou apenas a concha,
onde ainda não calou o oceano.

Marina Tsvetáieva


Quando chegar a morte também será um vestido que não verei
porque estarei a dormir.

Josefina Plá


Se o silêncio persistir respira-me nos confins das noites
(no patchuli do meu aroma)

Lília Chaves


Vista-se de amor por mim só assim, eu me visto de você...

Enise


Tem dias que esqueço de mim e sem querer me acho, inteira.

Eliane Alcântara


Imersa nas brumas de meu interior, sinto-me múltipla...

Carvalho Branco


Por que não cai à noite, de uma vez?
- Irritam-me estas horas penduradas como frutos maduros que não tombam.

Maria Alberta Menéres


A tarde avança em lençóis de fumo e tu não bates à minha porta.

Isabel Mendes Ferreira


Guardarei do teu rosto apenas o nome.

Ruy Ventura


São duas ou três coisas que eu sei dela. Sei que nas noites ermas ela assume
esse ar de quem flutua na janela.

Ivan Junqueira


Deixem que eu parta, agora, já, antes que murchem todas as flores.

Reinaldo Ferreira


Ausências, amarguras, e fracassos... Quem não tem cais assim no coração?

Graciette Salmon

Painting by Steven Kenny



Não quero jazer eternamente morta e ignota na oca solidão da carne.

Fiama Hasse Pais Brandão


Há metafísica bastante em não pensar em nada.

Alberto Caeiro


Esperar o inesperado é uma expectatva que se abre sem limites definidos,
sem trajectória, sem apostar seja no que for.

Alexandre O'Neill


Quando ficas sozinho, és espelho do que foste... um olhar que se afogou
como luz em tuas veias.

Ángel Crespo


No intervalo do recolhimento percebo-me a querer retomar a viagem.
Vagueio errante pelas nuvens, sinto a firmeza do leme, a vontade do vento.

Margarida


Todo o tempo é curvo quando nas tuas mãos sou trajecto e às vezes pássaro.

Sandra Costa


É sabido que os problemas existem. Mas considerar apenas o aspecto negativo
não ajuda a encontrar soluções e destrói a paz de espírito.

Dalai Lama


Estás a olhar-me, mas é dentro de ti que me vês.

Fernando Guimarães


Porque se tiene conciencia de la inutilidad de tantas cosas a veces
uno se sienta tranquilamente a la sombra de un árbol en verano y se calla.

Angél González


O meu vazio está cheio de pó.

Casimiro de Brito


...e os olhos, assim fechados, levaram o corpo ao encontro de tudo
que o ar tem escondido.

Gémeo Luís e Eugénio Roda


Naquele instante não havia muito a dizer sobre a vida,
creio que nem a própria vida teria muito a dizer sobre mim.

Margarida


... desafio é saber escutar para lá do silêncio e de todo o ruído também.

Ana de Sousa


Há inúmeros lugares onde se pode chegar caminhando sobre a água.

Jorge Sousa Braga


... tento descobrir o caminho certo para o silêncio definitivo.

Al Berto