Saudade é não saber. Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche. Martha Medeiros

Painting by Jose Luis Muñoz


 
É apenas um pequeno buraco no meu peito mas sopra nele um vento terrível. 

Henri Michaux 

 
Derrubei todas as minhas paredes pra dar lugar a mais janelas.

Fernanda Gaona 

Há os que assistem, entediados, ao tempo passar da janela...

Maitê Proença 

 
Eu sou uma sanfona de esperança. Eu tenho estria na alma. 

Tati Bernardi 

 
Há gritos incríveis dentro de mim que me povoam da mais imensa solidão.

Maysa 

 
Lamentou acordar. Tudo desaparecia quando ela estava dormindo.

A Menina que Roubava Livros 

 
Eu fico no meu canto e não me exponho embora ponha a alma na janela.

Marina Colasanti 

 
Eu venho sempre à tona de todos os naufrágios!

Mário Quintana 

 
Dói, de tanto medir a distância, saber que não vou te tocar além da lembrança.

Beto Guedes 

 
Aos poucos saio do poço.

Caio Fernando Abreu 

 
Muito da vida se perde na espera. Vivemos no por enquanto.

Eduardo Baszczyn 

Há dores que, sinceramente, eu não resolvo. Sinceramente sucumbo.

Elisa Lucinda 

Minha saudade saúda tua ida mesmo sabendo que uma vinda 
só é possível noutra vida.

Alice Ruiz  

 
Às vezes a saudade é tão grande que nem é mais um sentimento. 
A gente é saudade.

Gabito Nunes 


Painting by Olga Gouskova



Renasci de minhas cinzas. O corpo é frágil, a alma não.

Carolina Salcides

 
Estou frágil, sensível... Transbordando cor em dia cinza.
 
Carolina Salcides

 
Não posso te dar - mais - a mão... estou ficando presa, também. 

Carolina Salcides

 
O destino está na palma da minha mão. 

Carolina Salcides

 
Meu corpo sente o peso da caminhada.

Carolina Salcides

Eu fui dar um passeio, não me chame por favor.

Carolina Salcides

 
Uma só alma.  Muitas vidas.  Um olhar.  Muitos mistérios.

Carolina Salcides

Desculpem a ausência, eu estava comigo...

Carolina Salcides

 
Estou encontrando-me. Vivendo para mim.

Carolina Salcides

 
De repente, ele já não estava mais ali...

Carolina Salcides

 
Estou fora do tempo, dos dias, dos outros. Estou dentro de mim.

Carolina Salcides

 
Gosto de olhar pela janela as folhas dançando com o vento.

Carolina Salcides

Quanto mais posso me abrir se já estou às avessas?

Carolina Salcides

 
O só não é a falta de presença. E toda falta é sombria, seca, vazia.

Carolina Salcides

 
Podem podar meu caule, minhas folhas, frutos e flores. 
Mas não podem arrancar minha raiz!

Carolina Salcides

 
Teço a teia de minha própria vida; hoje, sem nós.

Carolina Salcides

 
Mesmo que minhas asas tremam. Mesmo que estejam amarradas. Eu vôo.

Carolina Salcides

 
Todos os “eus” me habitam. E todos eles gritam...

Carolina Salcides

 
Conspire a seu favor. Lágrimas de vítima não fazem nascer flor.

Carolina Salcides

 
Porque só amor me dá asas e só ele me faz voar.

Carolina Salcides

 A poeira se acumula por caminhos não percorridos e cantos não visitados...

Carolina Salcides

 
O medo fecha portas, a coragem derruba-as! 

Carolina Salcides


Painting by Jennifer Healy


A quem devo pedir que na minha vida se repita a felicidade? 

Clarice Lispector 

 Por vezes fico vazia durante imenso tempo. 

Marguerite Duras 

Finges dormir para que a dor não deixe rastro no sangue.

Al Berto

 
Que farei quando tudo arde? 

Sá de Miranda 

Entre mim e o meu silêncio há gritos de cores estrondosas. 

José Luís Peixoto 

 No outro lado da noite o amor é possível - leva-me - 

Alejandra Pizarnik 

Há entre mim e o mundo uma névoa que impede que eu veja as coisas 
como verdadeiramente são - como são para os outros. Sinto isto. 

Fernando Pessoa 

Magoa-me a saudade do tempo em que te habitava. 

Mia Couto 

Tenho vontade de chorar muito de repente, de dentro. 

Álvaro de Campos 

A ferida por baixo da cicatriz – quem cura? 

Vasco Gato 

A melancolia pode às vezes ser isto, um modo de sobreviver ao vazio. 

Manuel de Freitas 

Fui uma mulher que de tarde em tarde olhou para o mar 
procurando barcos esquecidos pela neblina. 

Lauren Mendinueta 

Já não sei o meu nome. 
Ninguém chama! 

Bernardo Pinto de Almeida 

Por maior que seja o desespero. 
Nenhuma ausência é mais funda do que a tua.
 
Sophia de Mello Breyner